• Rafael Breda

VENDENDO EM TEMPOS DE CRISE

Você deve estar se perguntando, “Como vou vender agora que está todo mundo em casa e consumindo apenas produtos e serviços essenciais?


Primeiramente, cabe a nós, empreendedores e gestores, questionarmos a nossa linha de raciocínio.

Se olharmos este momento como apenas um problema, perderemos a oportunidade de ver as todas as possibilidades desse momento.


Já ouviu aquela história da pessoa que quer comprar um carro novo E começa a vê-lo em todos os lugares por onde vai? Pois então, o primeiro passo para dar a volta por cima é mudarmos a maneira de pensar. Então mudaremos o questionamento para “Como vou aproveitar este momento para vender mais ou diminuir os impactos da crise no meu negócio?” Esse é nosso trato, beleza?

Porém, eu não disse que seria fácil...

A mentalidade é o mais difícil de mudar, mas o bom é que depende 100% de você. Você escolhe a energia que quer colocar no seu negócio.

Saindo dessa parte mais comportamental, elencamos 4 estratégias para você ultrapassar esse momento turbulento e ter resultados!


Aproveite esse tempo de baixa para colocar isso em prática, os frutos serão colhidos tanto a curto quanto a longo prazo.



1) INVISTA EM RELACIONAMENTO


Alguns segmentos estão bem aquecidos nesse momento de crise, como supermercados, petshops e farmácias. São segmentos que naturalmente


Porém, tantos outros negócios estão vendo o pior momento de faturamento, está sobrando tempo, porque não tem cliente. Essa é uma oportunidade para você investir em relacionamento com os seus clientes e futuros clientes.


Nós aqui da ALMA estamos oferecendo mentorias gratuitas para aqueles que buscam melhorar seus negócios mesmo nesse momento de crise.

O que isso significa? Significa que estamos buscando manter um relacionamento com atuais e futuros clientes, garantindo assim que nosso nome permaneça no mercado e, quando esse momento passar, já tenhamos uma porta aberta para continuarmos o nosso contato com essas empresas.


Mas como fazer isso?

Não é necessário ser um idealista, mas pense qual o objetivo do seu negócio, entenda no que ela realmente ajuda a sociedade e, mais do que isso, no que ela pode ajudar agora e busque gerar conteúdo e ofertas especiais para o seu público alvo.



2) GERE UMA DEMANDA REPRESADA

Seguindo a primeira estratégia, esse não é o momento de você “forçar a venda”, mas sim gerar uma demanda represada, ou seja, que assim que a crise passar muitas pessoas tenham interesse no seu produto.


Desta maneira haverá uma oportunidade de ter mais gente procurando o seu serviço do que normalmente haveria.


Pense nesse exemplo hipotético: uma crise no abastecimento do café e o preço do produto aumente consideravelmente, as pessoas irão diminuir ou parar o seu consumo. Caso continue um relacionamento com esses clientes, fazendo propaganda e ações que mantenham o produto como item essencial, assim que haja uma diminuição do preço do produto haverá um aumento considerável no seu consumo.

3) TENHA UM PRODUTO/SERVIÇO DIGITAL

Pense no seu produto ou serviço, é possível oferecer algo similar no meio digital? É muito provável que sim, você só precisa ser criativo e repensar o seu modelo de negócio.


Por exemplo, uma academia, pode oferecer aulas online para que seus clientes façam exercícios em casa. Além disso, pode oferecer um desconto para que durante os próximos meses tenham acesso a essa plataforma de treinamentos virtuais até que o serviço físico se restabeleça novamente.


Tem uma enquete fictícia rolando no Instagram. Ela tem um tom de sátira, mas é 100% verdade. Quem não pensou na digitalização do seu negócio com antecedência, está correndo atrás agora para fazer isso.


4) ANTECIPE SUAS VENDAS

Outra alternativa para os negócios seguirem faturando é buscar a antecipação de receitas. Essa antecipação das vendas pode ser uma das principais maneiras de manter o seu fluxo de caixa saudável e evitar que sua empresa quebre ou passe por grandes dificuldades financeiras.


A antecipação é pensar no que o seu serviço poderia vender antecipadamente por uma condição especial que garanta que seu cliente tenha interesse em adquirir.

Essa antecipação precisa ter uma vantagem clara para o consumidor, muitas vezes pensado em desconto ou brindes.

Não tem problema que a sua margem seja menor nesse tipo de ação, pois o objetivo realmente é injetar caixa na empresa para que a "engrenagem" siga rodando.


Importante: Você precisa ter certeza que terá condições de entregar esses serviços no futuro.


Como exemplo temos as agências de viagem que estão agora oferecendo passagens para o segundo semestre do ano com valores especiais. Temos empresas de serviços recorrentes (corte de cabelo e manicure, por exemplo), oferecendo o clássico pague 10 e leve 12.



Este é um momento difícil, mas certamente, um momento para inovar o modo que sua empresa vende e se relaciona com os seus clientes.


Muitas mudanças chegaram para ficar e cabe a nós nos adaptarmos ou perderemos mercado.


Vou tomar a liberdade de fazer uma adaptação na frase clássica de Charles Darwin:


Não são as empresas mais fortes que sobrevivem, são as que se adaptam mais rápido.

Escolha usar esse momento para avançar questões antigas, não deixe esse tempo só passar, tire proveito disso.


Conte com a gente nessa jornada, você não está sozinho!

24 visualizações
Se o seu objetivo é crescer o resultado do seu negócio, vem conversar com a gente :)
  • Instagram ALMA Negócios
  • Facebook ALMA Negócios
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Branca ícone do YouTube
Quer receber um DIAGNÓSTICO GRATUITO do seu negócio?

© 2018 - 2020 por ALMA Negócios  |  Todos os direitos reservados  |  Porto Alegre RS